segunda-feira, 22 de abril de 2013

A problemática produção científica brasileira

Três matérias na seção Ciência do jornal Folha de São Paulo de hoje discutem a problemática produção científica brasileira.

São eles:
Não é de hoje que se comenta que a produção científica brasileira é produzida para 'fazer volume', cumprir metas de produção para garantir a continuidade de financiamentos, voltada para o público interno, predominantemente em português, com pouco impacto na comunidade científica internacional, etc.

Infelizmente, muitos pesquisadores ainda reclamam que não sabem inglês suficiente para uma publicação internacional, que ficam muito caras as traduções, que as publicações estrangeiras tem 'preconceito' com autores de terceiro mundo, etc.

Por outro lado, veem com temor a possibilidade de se consolidar o terrível Fator de Impacto como parâmetro de avaliação da 'importância' de um periódico científico e da 'qualidade' de um artigo.

Mas, enquanto parte dessa comunidade recua apavorada e barulhenta, outra parte se profissionaliza e conquista reconhecimento e espaço mundiais.

É sua escolha de qual delas quer fazer parte.